Homem recebe oito notas falsas de R$ 200 ao vender refletores no Grande Recife

Hits: 1

Um administrador de 60 anos procurou a Polícia Federal (PF) após receber oito notas falsas de R$ 200 ao vender refletores em Camaragibe, no Grande Recife. Segundo a PF, ele só percebeu que os R$ 1,6 mil eram de cédulas ilegítimas, com numeração repetida, depois de entregar os equipamentos. A entrega dos produtos aconteceu no dia 2 de outubro, apontou a PF nesta quarta-feira (14). Segundo o relato do administrador aos policiais, ele anunciou 11 refletores metálicos de 400 watts em uma rede social e uma mulher entrou em contato demonstrando interesse. A compradora foi até a casa da vítima acompanhada de um homem em veículo Fiat Toro, pagou os equipamentos com as notas falsas e foi embora, segundo a PF. O administrador contou aos policiais federais que só percebeu o golpe algum tempo depois, quando analisou as notas e viu que a numeração estava repetida na maioria das cédulas. Com isso, ele seguiu para a sede da PF, no Cais do Apolo, no Recife, para registrar a ocorrência e entregar as notas falsas. De acordo com a polícia, a vítima apresentou o histórico de troca de mensagens na rede social com a compradora. No entanto, a suspeita não foi localizada até a última atualização desta reportagem. Com a constatação de que as notas eram realmente falsas, um inquérito foi aberto para identificar e responsabilizar os envolvidos no caso, segundo a PF. “Infelizmente, essa pessoa fica no prejuízo, mas é necessário que essa pessoa procure a Polícia Federal para que a gente possa identificar onde essas notas falsas estão circulando”, afirmou o assessor de comunicação da PF em Pernambuco, Giovani Santoro. Outra apreensão de notas Um outro caso envolvendo uso de notas falsas de R$ 200 foi registrado no dia 1 de outubro. Uma mulher pagou produtos de equipadora em Carpina, na Zona da Mata Norte de Pernambuco, com cinco notas falsificadas. Depois, outras cinco notas de $200 e duas de R$ 20 foram apreendidas com a suspeita. Ao todo, foram apreendidos R$ 2.040 em notas ilegítimas. Esse foi o primeiro caso registrado pela PF no estado de falsificação da cédula de R$ 200, que entrou em circulação no dia 2 de setembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *