Arthur Lira nega que fala sobre “sinal amarelo” tenha sido recado para Bolsonaro

Dep. Arthur Lira, candidarto a presidência da Câmaras dos Deputados, participa da reunião da frente parlamentar contra a corrupção da Câmara. sSérgio Lima/Poder360 27.01.2021

Hits: 1

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL) negou na noite desse domingo (02) que tenha criticado a gestão de Jair Bolsonaro ao dizer que o Legislativo não iria tolerar mais erros na condução do combate à pandemia. “O Brasil cometeu erros, os governos, os prefeitos, todos cometeram. Meu discurso não foi um recado ao presidente da República”, disse Lira em entrevista ao programa Canal Livre, da Band. A fala de Lira sobre os erros cometidos durante a pandemia foi em 24 de março, quando o Brasil ultrapassou a marca dos 300 mil mortos por covid-19. A declaração ocorreu no mesmo dia em que o presidente Jair Bolsonaro fez uma reunião com chefes dos Poderes e governadores para discutir o combate ao coronavírus e anunciou a criação de um comitê para o acompanhamento da pandemia. Na época, Lira falou que estava acionando um “sinal amarelo” e mencionou remédios políticos “amargos” e “fatais”. Leia a íntegra do pronunciamento. “Não podemos fazer a política personificando em A ou B. Não temos que avaliar quem está errando ou acertando, mas, sim, o erro”, declarou Lira nesse domingo (02).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *