Em Pernambuco número de queimados no réveillon de 2020 foi menor que em 2019

Hits: 0

Até o final desta quarta-feira (1º), seis pessoas deram entrada no Hospital da Restauração (HR) com queimaduras causadas por fogos de artifício em festas do réveillon de 2020, sendo uma criança de 12 anos e cinco adultos. O índice é menor que o registrado na virada de 2019, quando foram 12 casos, mas reflete a necessidade de conscientizar a população sobre os perigos de manusear esse tipo de artefato. Os dados foram repassados pelo médico Marcos Barreto, chefe do setor de queimados do HR. Ele foi à unidade médica pela manhã, para verificar as ocorrências. O caso mais grave foi o de um homem de 35 anos, que perdeu o dedo polegar da mão esquerda e ficou com uma lesão grave na mão direita. “Ele foi operado na madrugada, pela equipe de ortopedia do hospital, e segue internado, em recuperação”, conta. Outro caso que chama a atenção é o de um idoso de 68 anos, vindo de Chã Grande. “Ele foi acender uma girândola na virada de ano. O material explodiu e ele ficou com uma lesão na mão esquerda. Também está internado conosco”, explica o médico. Sobre a criança de 12 anos, mencionada no início do texto, ela está se recuperando de queimaduras no tórax e no braço direito. Por fim, as outras três pessoas contabilizadas tiveram lesões nas mãos, mas com menor gravidade.  Alerta Marcos Barreto adverte que muita gente subestima o perigo, mesmo ciente dos riscos. “A passagem de ano é um dia festivo, um dia que a pessoa acaba consumindo bebida alcoólica. Aí vai lá, acende um artefato desses, e termina causando um prejuízo grave à própria saúde”, aponta.  O número de queimados pode aumentar ao longo do dia. “Hoje, quando estava vindo para o hospital, ainda ouvi muito barulho de fogos. E também há aqueles acidentes no interior do estado que só chegam aqui no dia seguinte. O risco de novos casos é grande, mas espero encerrar o período com menos casos que o ano passado”, comenta. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *