26 de outubro de 2021

Programa Criança Feliz atende mais de 300 famílias em Sertânia

Hits: 0

A Prefeitura de Sertânia, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania, está atendendo em 2021, 314 famílias através do Criança Feliz. O município teve o número de usuários dobrado após alcançar 90% de cobertura do programa. Ano passado eram atendidas 150 crianças.

Com esse aumento, a Prefeitura de Sertânia adquiriu, com recursos do programa, um carro no valor de R$ 45.500. Hoje, o Criança Feliz em Sertânia tem usuários tanto na sede, como nos sítios Campos, Maxixe e nos povoados de Cruzeiro do Nordeste, Várzea Velha e Caroalina, além do distrito de Albuquerque Né. Existe também uma articulação para, em breve, alcançar crianças e gestantes das comunidades quilombolas Severo e Riacho dos Porcos.

O Criança Feliz é um programa do governo federal, criado para promover o desenvolvimento integral das crianças na primeira infância, assim como apoiar as gestantes e sua família na preparação para o nascimento e nos cuidados perinatais. A iniciativa contribui para o fortalecimento de vínculos. O programa também articula o acesso dessas famílias às políticas e serviços públicos nas mais diversas áreas, como saúde e educação.

São feitas visitas domiciliares, mas por causa da pandemia do novo coronavírus o trabalho em Sertânia foi adaptado a fim de garantir a segurança das crianças e suas famílias. A equipe elabora, mensalmente, um caderno de atividades que são entregues na casa de cada integrante, com quatro atividades lúdicas que são trabalhadas semanalmente.

Também são gravados vídeos explicativos para as famílias. O feedback é dado através de contato por telefone e nos casos em que a família não possui o aparelho, os profissionais vão a casa do usuário para receber um retorno das atividades.

A equipe é composta por visitadores, supervisor e coordenador. Esses profissionais atendem gestantes e crianças de 0 a 3 anos incluídas no Cadastro Único, além de crianças de e de 0 a 5 anos com deficiência, beneficiárias do BPC, bem como crianças de até 6 anos afastadas do convívio familiar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *